Tag Archives: treino

Boxe e corrida

25 abr

Há cinco montagens de Rocky atrás que eu já sei como a corrida é importante para o treinamento do boxe.

Agora eu estou descobrindo como o boxe pode auxiliar a corrida.

Cansada da musculação e das aulas repetitivas de academia, fui atrás de uma academia de boxe para sacudir a minha rotina de treinos. Me matriculei em dezembro e comecei a fazer algumas aulas mas, por mais que os professores fossem bons, eu me sentia meio deslocada, sem conseguir acompanhar o ritmo da turma. Então, belo dia, enquanto estava no combate com um cara, ouvi ele dizer que ‘tudo bem se eu não soubesse golpear direito, o importante é o aeróbico’ (estou parafraseando, tá?). Não sou uma pessoa orgulhosa, mas fiquei bem puta.

Não fui atrás de uma academia de ginástica que oferece aula de aeroboxe, entrei em uma academia de boxe, uma não, NA academia de boxe do RJ, e fui para lutar, não para perder as calorias do fim de semana, pô! Resolvi pegar um dinheiro que não tinha e fazer aulas particulares com o China, o melhor professor da academia, na minha opinião.

Com essas aulas, mantive uma rotina de treinos que não tinha, com 3 treinos de boxe por semana. Também é óbvio que com o professor ali pegando no pé não tem como dar migué nos exercícios, como já fiz muito. rsss A aula é dividida em circuito, combate e saco. O circuito do boxe é muuito puxado. Tem corrida, corda, escada, polichinelo, flexão, abdominal, abdominal e abdominal. Percebi que esse treinamento reforçado no cárdio me ajudou bastante a melhorar o pace. É claro que no início eu fiquei tão cansada que era sacrificante treinar a corrida, mas depois me acostumei com ritmo e só vi melhoras.

CAM00022

Com ajuda da musculação, é claro, a combinação pernas fortes + folego extra do boxe tem sido grandes aliados para fugir do pace 7:00 ( de novo). Domingo tenho os meus primeiros 10km pós-lesão. Meu treinador amado (jovem) me pediu para fazer a 7:10, mas quero muito concluir abaixo disso. Oremos! rsss

Na parte do combate a corrida também é importante. Meu treinador disse que nenhuma das meninas da academia iria conseguir me acompanhar, porque eu batia e rapidinho já me deslocava para esquivar da porrada. (não sei se ele disse isso para me agradar, mas fiquei feliz).

Caso alguém queira saber sobre emagrecimento e boxe, digo logo que não notei nenhuma grande mudança. Quando treino mais, sinto mais fome, logo, como bem mais. Emagrecer comendo muito é difícil, né? Mas pela última avaliação da nutri eu perdi um pouco de gordura, mas nada digno de foto de antes/depois.

Você não vai chegar sobrando

31 mar

Semana suuper corrida por conta da arrecadação/ doação de ovos de páscoa para os anjinhos da Apae-Rio, mas agora arrumei um tempo para atualizar o blog. Vamos lá:

Me inscrevi nos 5Km do Circuito Athenas. Poderia ter me inscrito nos 10, pois teria tempo para treinar para isso, mas como me dei mal em todas as etapas dessa prova no ano passado, achei melhor garantir os 5km do que fazer bobagem em uma maior distância.

Comi bem e dormi bem, tudo certo para fazer a prova no pace médio de 7:00. Meu treinador  pediu para ir mais devagar, mas como estava correndo a 6:10 antes da lesão, minha paciência para um pace tão alto estava se esgotando. Larguei bem e fiz os dois primeiros Km um pouco abaixo de 7:00, mas ai me faltou o folego de uma tal maneira que tive que parar no posto de hidratação. Voltei a correr a 7:20 e logo depois parei no outro posto de hidratação. Me lembrei das pérolas do amigo Paulão ‘Na prova de 5k já é pra largar ruim’ ‘Chip no pé, sangue nos olhos’ e engatei a terceira (é, a 7:00 é terceira, né?) .Segurei o ritmo e faltando 500m eu dei tudo o que tinha.

Mesmo que seu histórico no Circuito Athenas não seja dos melhores, mesmo que você não consiga fazer o tempo desejado, VOCÊ NÃO VAI CHEGAR SOBRANDO !!! Consegui desenvolver bem e cheguei 1min15 depois do tempo que queria. Não vou dizer que fiquei orgulhosa, mas cruzar a linha de chegada com os bofes para fora bem que dá para lavar a alma (e ficar com cara de quem corre muito na foto).

Imagem

Fica a dica: a prova foi uma bosta? Se mata nos últimos 500m que o peso na consciência diminui.

Corra por uma Causa

12 mar

Oba !

 

Saiu no SporTV a matéria sobre o meu projeto social, o ‘Corra por uma Causa’. Veja o vídeo para entender um pouco mais sobre o projeto e/ou entre na nossa página do FacebookImagem.

A causa deste mês será Ovo de Chocolate ! Precisamos de 152 para alegrar a Páscoa das crianças da Apae-RJ.

Em breve mais informações sobre o dia e local do ‘treinão solidário’.

Divulguem !!!

Make para treinar

1 mar

Eu adoro maquiagem, mas acho surreal quem treina maquiada. Essas mulheres não suam, gente? Eu fico completamente descabelada na academia e quando treino no domingo com aquele restinho de rímel que não quis sair no sábado à noite eu chego na tenda parecendo um panda.

O que dá para usar tranquilamente (eu já testei) é o pó da Shiseido. Ele uniformiza a pele e tem ótima proteção solar. O bichinho gruda mesmo no rosto e não derrete com o suor.

Agora tem fia que quer brincar de dyva no spinning…

Queria ver a Camila na academia para saber como é o treino da lady.

Eeeeee Macarena!

7 jan

MInha planilha de domingo era: 1 km de caminhada + 6 x 500m no pace de 8:00 com descanso de 2 minutos.
Meu primeiro pensamento foi: o que vou fazer nesses 2 minutos de ‘descanso’? É impossível eu ficar cansada correndo 500m nesse pace, vou dançar a macarena para esperar esse tempo passar… 

Oh pequeno gafanhoto, porque questiona os ensinamentos do seu mestre?

O treino foi na medida. Claro que não fiquei exausta, estou parada mas não sou sedentária, mas o treino serviu para lembrar como é correr no asfalto com um sol de 300 graus na cabeça e gripada. Treinar é isso. É correr em dias e situações que não são ideais já que o dia da maratona pode não ser o dia mais perfeito da vida.

Sacaneei (mentalmente) o treino mas ele acabou sendo perfeito para mim. Ótima maneira de começar o ano confiando e obedecendo o treinador 😉

Resultado final: feliz por estar de volta.

Cadarço elástico

9 nov

Há 22 anos tenho uma cicatriz no queixo para me lembrar da importância de amarrar os cadarços dos tênis.

Meu medo de cair de novo e minha falta de paciência para parar e amarrar o cadarço durante um treino ou prova me fizeram ir atrás dos cadarços de elástico. Eles são ótimos pois não desamarram nunca e deixam  muito mais prático o ato de calçar/descalçar os tênis.

Pesquisei os preços em alguns lugares e achei tudo muito caro. Aproveitei um curso de empreendedorismo que fiz no Sebrae e resolvi criar minha própria ‘fábrica’ de cadarços elásticos.Obviamente vendi para todo mundo da equipe e quase levei o prêmio de melhor empreendedora da turma. rsss

Esse cadarço é muito simples de fazer. Comprei todo o material na caçula aviamentos (centro do RJ): 2 m de elástico para ‘maria chiquinha’ número 03, arremates e ‘jacarés’.

Como fazer cadarço de elástico para tênis:

:: Corte 2 tiras de 1 metro e queime as pontas com um isqueiro
:: Coloque os elásticos no tênis como se fosse um cadarço comum
:: Passe as duas pontas do elástico pelos buraquinhos do arremate redondo
:: Ajuste o tamanho do cadarço
:: Una as 2 pontas com o jacaré.

O custo do cadarço é muito inferior ao preço que vemos nas lojas, porém, não encontrei nenhum lugar que vendesse os arremates ‘à varejo’ e precisei comprar pacotes com 100 arremates cada. Como a minha intenção era fabricar os cadarços para o projeto do curso, isso não foi um problema.

Ainda tenho elásticos e arremates em casa. Quem estiver precisando de cadarço me avisa que eu mando por correio! rsss

obs: Ah! também é muito legal colocar em tênis de criança pequena que ainda não sabe dar laço direito (tipo eu).

Lanches pré e pós-treino sem glúten e sem lactose

2 nov

Não é tão difícil almoçar e jantar restringindo o glúten e o leite afinal, arroz, feijão, bife e batata frita são ‘liberados’. A parte mais chata para se montar o quebra-cabeças dessa dieta é o lanche, mas como eu sou uma pessoa muito prestativa e tenho uma nutricionista muito competente, vou compartilhar algumas opções da minha dieta.

Eu faço musculação de manhã e corro (quando o meu joelho deixa) a noite. Por isso vou indicar  isso abaixo para ninguém achar que eu sou louca de acordar comendo brownie (tá, na TPM isso pode acontecer).

Meu favorito!

Pré-treino:

Opção 1(manhã) -1 fatia de pão sem gluten com ovo mexido ou geléia ou pasta de soja + suco ou ades
Opção 2 (manhã) – Vitamina com fruta+ ades+ amaranto ou quinoa em flocos
Opção 3 (noite) – Fruta + brownie Good Soy
Opção 4 (noite) – Barra de cereal sem glúten (bio2) + suco do bem ou suvalan

Pós-treino:

Opção 1 (manhã) – Banana + mel+ Quinoa em flocos
Opção 2 (manhã) – Banana + gatorade
Opção 3 (noite) – omelete + frios

Lanches para outros horários:

Pipoca de canjica
Cookies jasmine sem glúten
Cookies Good Soy
Granola VITAO sem glúten
Barra de castanhas e sementes Agtal
Biscoito de Polvilho
Tapioca com margarina e mel (fazer em casa ou pedir na barraquinha do tio)

Observação: eu NÃO sou nutricionista, só estou dizendo o que EU como.